Vizinhança Solidária.


Palestra sobre Vizinhança Solidária.

Tudo o que você queria saber sobre Vizinhança Solidária
“Conjunto de ações que busca, por meio da prevenção primária, melhorar a segurança pública local, incentivando a vizinhança a adotar medidas capazes de prevenir delitos e colaborar com o policiamento”.
Agende uma palestra com a gente.
Coordenação: José Luiz Nodar Ribeiro.
apoio: http://www.consabeja.org

***
Orientações de Segurança
Vizinhança Solidária

O que é?

Conjunto de ações que busca, por meio da prevenção primária, melhorar a segurança pública local, incentivando a vizinhança a adotar medidas capazes de prevenir delitos e colaborar com o policiamento.

Qual a importância da prevenção primária?

A prevenção primária é o primeiro degrau no combate à criminalidade. O cidadão conhece e sente diariamente as causas e os efeitos do crime, cuja percepção se torna ferramenta indispensável para orientar as ações de polícia.

Por que participar?

Para se reduzir a intolerância social que predomina nas grandes cidades, aproximando os vizinhos um dos outros e por consequência resgatar a sensação de segurança na sua região.

Na prática

O programa é voluntário e pode ser implantado em ruas de um determinado bairro ou região, ou com identificação de um estabelecimento comercial que tenha obtido o Certificado de Análise de Risco de Vulnerabilidade. Devem ser evitadas ações ou iniciativas isoladas. Lembre-se: a força contra o crime está na união coordenada entre povo e polícia.

Qual o custo?

A vistoria realizada pela Polícia Militar não tem qualquer custo para o proprietário, que arcará apenas com os eventuais investimento para melhorar a vulnerabilidade do próprio imóvel ou estabelecimento. A comunidade também poderá apoiar na confecção das placas de segurança do bairro, por meio de patrocínio não oneroso.

Como faço para inserir o meu comércio no programa?

Para receber os benefícios do Programa Vizinhança Solidária, o cidadão deve procurar a Companhia de Polícia Militar mais próxima ou o Conselho Comunitário de Segurança da localidade a fim de preencher o requerimento de análise de vulnerabilidade.

Como a Polícia Militar participa?

Escolhe os locais para afixação das placas com base nas ferramentas de inteligência policial e de gestão.

Promove reuniões de mobilização com a comunidade organizada.

Identifica e cria proximidade com as lideranças comunitárias.

Profere palestras sobre Prevenção Primária de Sensibilização.

Visita o tutor seguindo as indicações do Cartão de Prioridade de Policiamento.

Monitora os indicadores criminais da região.

Desenvolvido pelo Centro de Processamento de Dados da Polícia Militar do Estado de São Paulo – CPD – Versão 2.0 – Responsável: Centro de Comunicação Social da Polícia Militar do Estado de São Paulo – CCOMSOC

Anúncios