Relatório Preliminar da reunião com o Programa Saúde do Adolescente de SP.

Relatório Preliminar da reunião com o Programa Saúde do Adolescente de SP.

1) Após contato inicial – via e-mail, pedindo informações sore a Casa do adolescente no Jabaquara, a secretaria Estadual de Saúde de São Paulo marcou uma reunião com o Dr. Wilson Pereira de Souza: “Conforme conversamos, fica agendada uma reunião para o dia 25 de abril as 13h30, na Rua Conselheiro Crispiniano, 20 – 3º andar – República – São Paulo/SP – Telefone: (11) 3017-2017, Sede do Programa Saúde do Adolescente”.
.
2) Nesta reunião, foi apresentado o Programa Saúde do Adolescente (doc anexo), com base na lei estadual n.° 11.976 de 25/08/2055: “Artigo 1º. Fica criado o Programa Saúde do Adolescente na rede pública de saúde de Estado de São Paulo”.

3) “O Programa de Atenção Integral à Saúde do Adolescente atende adolescentes através de agenda diferenciada, com equipe multiprofissional composta de médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, odontologistas e educadores, entre outros. O Programa tem uma Comissão Executiva Multiprofissional e Interinstitucional e uma Comissão de Assessoria Científica composta por especialistas em adolescência ligados a várias Faculdades. A universalização do atendimento físico, psicológico e social, para adolescentes de 10 a 20 anos, envolveu Prefeituras, Secretarias e Comunidades”.

4) Ficamos sabendo que a inauguração feita em fevereiro de 2018 foi apenas da quadra de esportes no Jardim Lourdes (Av. Eng. armando de Arruda Pereira x Rua Filinto Eliseu); e que a Casa do adolescente ainda precisa do aval da Secretaria Municipal de Saúde, pois se exige um quadro de profissionais: médicos (pediatra, ou hebiatra, ou ginecologista, ou clínico geral), enfermeiros, psicólogo, assistente social, e terapeutas, além de um pessoal de escritório. Seriam 8 pessoas, pelo tamanho do espaço.

5) Havia uma proposta de se fazer um aditivo nos contratos da SPDM (OS que cuida da Saúde no Jabaquara), para que ela administrasse o espaço. Mas isto nunca se concretizou;

6) A parceria com a Unifesp (Universidade Federal de SP) seria para cursos e capacitação de profissionais, oferecendo estágios para os formandos na Casa do Adolescente;

7) A parceria com a secretaria Estadual de SP era técnica e consultiva sobre como montar e executar o Programa Saúde do Adolescente. Não envolvia cessão de recursos pessoais nem financeiros;

8) Nossa proposta é a de que se marque uma reunião com a Secretaria Municipal de Saúde para viabilizar a instalação da casa do Adolescente no Jabaquara;

9) Uma das entidades parceiras do Jabaquara poderia administrar o uso da quadra de esportes à noite e nos fins de semana;

10) Enquanto não se concretiza a instalação da casa do Adolescente do Jabaquara, que uma entidade local administre o espaço, oferecendo orientação jurídica e psicológica aos adolescentes; e administre o uso da quadra esportiva.

São Paulo, 26 de abril de 2019.
Mauro Alves da silva, jornalista.
Cel.: 11-954544193 – e-mail: mauro_gremio@hotmail.com

– Membro da Coordenação do Fórum Jabaquara em Defesa da Infância e Juventude.
http://www.forumjabaquara.wordpress.com

– Presidente do Grêmio SER Sudeste – promoção da Cidadania e Defesa do Consumidor
http://www.gremiosudeste.wordpress.com

– Diretor de Comunicação do Consabeja Jabaquara – http://www.consabeja.org

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s