Célia Marcondes denuncia falta de funcionários e de médicos no Sabóya.


A Dra. Célia Marcondes, advogada e diretora do Consabeja Jabaquara, esteve no Hospital Municipal Sabóya, no Jabaquara, e constatou as condições precárias no atendimento: faltam 700 funcionários, faltam 200 médicos, faltam macas, cadeiras de rodas e até gazes, disse a Dra. Célia Marcondes.

Em vista dessas denuncias, inclusive feitas por funcionários na reunião do Conselho Gestor do Sabóya, já foi feita uma representação ao Ministério Público Estadual para que ele promova uma investigação no hospital.

SP, 12-09-2018.
Mauro Alves da Silva – jornalista e diretor de Comunicação do Consabeja.

Esse post foi publicado em Comunicação, Jabaquara, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s