Câmara Municipal marca Audiência Pública sobre Desapropriações na Operação Urbana Água Espraiada. 28-05-2014, 13h.

Nesta quarta-feira (14), a Comissão de Administração Pública da Câmara Municipal de São Paulo aprovou a data de 28 de maio de 2014, às 13h, para a realização de uma audiência Pública para tratar da questão das Desapropriações na Operação Urbana Consorciada Água Espraiada.

Estiveram presentes os vereadores Mário Covas Neto (presidente), Gilson Barreto, Donato, Marquito, e Coronel Camilo.

A Audiência Pública foi solicitada pelo CONSABEJA-Jabaquara (Conselho Coordenador das Sociedades Amigos de Bairros do Jabaquara e Adjacências – http://www.consabeja.org), através de seu presidente José Luiz Nodar Ribeiro.

Em reunião pública realizada no último dia 12/05/2014, no Centro Cultural Jabaquara, 120 moradores, proprietários de seus imóveis, denunciaram que a SPObras (empresa ligada à Prefeitura de São Paulo) estaria oferecendo valores irrisórios para os imóveis objetos de desapropriação. O Sr. José Roberto (Instituto Zero) denunciou que a Prefeitura está favorecendo a especulação imobiliária. O presidente do Consabeja-Jabaqauara, José Luiz Nodar Ribeiro, lembrou que o Consabeja ajudou a Prefeitura a cadastrar os moradores das favelas e cortiços, mas os proprietários estão abandonados à própria sorte. Mauro Alves da Silva, morador e Secretário Geral do CONSABESP, alertou a todos que o número de desapropriações será muito maior, pois existem as obras complementares e também o alargamento de ruas. O Engenheiro José Orlando informou que mais de 500 proprietários já foram notificados sobre a desapropriação de suas casas.

O CONSABEJA- Jabaquara defende que sejam garantidas moradias para todas as pessoas que tiverem suas casas removidas para as obras a Operação Urbana Água Espraiada; inclusive garantia para os moradores que são proprietários de seus imóveis (conforme determina o artigo 15 da lei municipal 13260/2001). Não é justo que uma pessoa que more há 30, 40, 50 anos ou mais na região – e que sempre pagou seus impostos – seja expulsa justamente na hora em que a prefeitura finalmente decida melhorar as condições de vida na região.

MORADOR DO JABAQUARA VALE MAIS QUE GRAMA.

DESAPROPRIAÇÃO POR VALOR JUSTO.

MORADIA GARANTIDA PARA TODOS OS TIVEREM SUAS CASAS REMOVIDAS.

Anúncios
Esse post foi publicado em Água Espraiada, Desapropriação, Jabaquara, Moradia e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s